fbpx

Manutenção do caminhão: tudo o que você precisa saber

manutenção do caminhão

A manutenção do caminhão é muito importante para evitar problemas mecânicos, prevenir acidentes e garantir a pontualidade na entrega dos produtos. Afinal, a falta de manutenção triplica o risco de acidentes de trânsito, segundo pesquisa do Instituto Scaringella Trânsito. Mesmo assim, cerca de  80% dos veículos que circulam nas estradas apresentam algum tipo de problema mecânico.

Entenda a importância da manutenção do caminhão

A manutenção do caminhão é importante não apenas pela economia, mas também porque ajuda a prevenir acidentes. Segundo pesquisa do Instituto Scaringella Trânsito, cerca de 27% dos acidentes rodoviários e urbanos no Brasil poderiam ser evitados se o motorista tivesse feito corretamente a manutenção preventiva.

Além disso, veículos em mau estado de conservação podem ser multados e o seu motorista pode perder pontos na carteira. Dependendo do estado do caminhão, ele pode ser até apreendido por infração do Código de Trânsito Brasileiro.

Por isso, recorra sempre a um mecânico profissional para fazer a manutenção no caminhão e os reparos necessários. Ao substituir as peças, opte sempre por peças originais, de qualidade testada e garantida.

Conheça as vantagens da manutenção preventiva

Os motoristas brasileiros não têm o hábito de realizar a manutenção preventiva. Uma pesquisa do Instituto da Qualidade Automotiva aponta que 75% dos condutores só levam o carro em oficinas quando ocorre algum problema, como pane elétrica e falha mecânica. E apenas 16% fazem uma revisão no veículo antes que ele apresente algum problema. A média anual é de apenas quatro visitas às oficinas.

Porém, não é preciso esperar que apareça algum problema mecânico para fazer a manutenção no caminhão. A manutenção preventiva evita problemas na estrada e também diminui os gastos com reparos. Ainda de acordo com o Instituto da Qualidade Automotiva, as revisões preventivas custam de 30% a 40% menos do que consertos e reparos diversos. Ou seja, é melhor prevenir do que remediar.

A manutenção preventiva pode contribuir para que a vida útil do seu caminhão se prolongue ao máximo. Outro ponto importante é a economia, pois esse tipo de manutenção evita desperdício de combustível e também que as peças se desgastem prematuramente. Ela também ajuda a prevenir problemas na estrada, evitando custos desnecessários e atrasos na entrega das mercadorias.

O Detran orienta que a manutenção preventiva dos principais itens do veículo, como freio, nível de óleo e amortecedor, seja feita a cada 10 mil quilômetros ou seis meses. Também é fundamental checar as luzes de farol, para visibilidade; a suspensão, que garante o controle do veículo em curvas ou freadas bruscas; e o cinto de segurança, para assegurar a proteção em caso de colisões.

Saiba quais peças devem ser verificadas regularmente

Segundo levantamento realizado em 40 mil oficinas, os serviços de manutenção preventiva mais executados são os de reparos em peças dos sistemas de freios, embreagem, suspensão, injeção eletrônica e troca de óleo. Portanto, esses itens devem ser sempre verificados pelo motorista antes de viajar. Nesta página, você pode conferir como deve ser feita a manutenção adequada para cada parte do caminhão.

A revisão das peças mais importantes deve ser feita periodicamente, de acordo com o modelo, a carga transportada e a logística escolhida. Geralmente, o manual do fabricante do caminhão indica a quantos mil quilômetros percorridos deve ocorrer a revisão. Mas você também deve saber identificar alguns sinais de que o veículo pode estar com algum problema e precisa de uma revisão.

Fique atento a fatores mecânicos, como freios, suspensões, quilometragem, ruídos estranhos no motor e no câmbio. O perigo pode estar em pequenos detalhes que muitas vezes passam despercebidos.

É importante checar se o veículo não apresenta vazamentos de água, óleo, combustível ou fluídos. Deixar de trocar o óleo, por exemplo, pode causar problemas futuros no motor, que podem custar até 20 vezes mais.

Caso o veículo comece a soltar mais fumaça repentinamente, pode ser sinal de que há algum problema, como motor em más condições térmicas, entrada de óleo desregulada ou disfunções de catalisador.

O filtro de combustível deve ser substituído conforme recomendação do fabricante. Desse modo, você garante o desempenho do motor e colabora com a preservação do meio ambiente.

Atente para o funcionamento dos freios

Para garantir o funcionamento dos freios, abasteça o nível de óleo dos sistemas hidráulicos e não se esqueça de esgotar a água que se concentrou nos reservatórios dos sistemas pneumáticos. Verifique se há algum vazamento de ar e cheque o bom funcionamento de lonas e pastilhas.

Fique atento a ruídos diferentes quando for acionar o freio e verifique se há alterações no sistema de frenagem. O mesmo vale para sons anormais ao trocar a marcha e manusear o câmbio.

Além disso, você deve revisar anualmente as molas, amortecedores, braços, buchas e barras. Essas peças devem ser substituídas se apresentarem desgastes ou folgas.

O sistema elétrico também deve ser checado regularmente. Certifique-se de que baterias e cabos estão limpos, fixos ou corroídos. Verifique a carga da bateria, as condições do alternador e o funcionamento dos faróis e das luzes da seta.

manutenção do caminhão

Verifique sempre a condição dos pneus

Os pneus são fundamentais para garantir a estabilidade e bom funcionamento do veículo e a eficácia dos freios. Ao notar qualquer sinal de cortes, furos, bolhas, vazamentos, baixa calibragem ou ferrugem nos parafusos da roda, faça o reparo o quanto antes.

Pneus carecas aumentam o risco de acidentes. Certifique-se de que a profundidade dos sulcos da banda de rodagem seja de, no mínimo, 1,6 mm. Nesse caso, os pneus já são considerados carecas e o risco de acidente se torna elevado.

Não se esqueça de manter os pneus sempre calibrados. Se os pneus estiverem com a pressão correta, eles vão render mais e você pode até economizar combustível. Calibre os pneus a cada nova reposição da carga. Até porque a calibragem correta ajuda também a reduzir o consumo de combustível. Fazer o rodízio de pneus também é importante. Lembre-se de conferir ainda a situação dos estepes.

Também é importante que o veículo ofereça uma boa visibilidade na estrada. Vidros riscados, sujos  ou trincados dificultam a visibilidade. Mantenha também as palhetas do para-brisa em dia. O ideal é trocá-las a cada seis meses ou quando a borracha já estiver ressecada. Esses cuidados podem ajudar na visibilidade e fazer a diferença na prevenção de acidentes, principalmente em dias de chuva.

Como vimos, os cuidados com a manutenção do caminhão são indispensáveis para ter maior segurança na estrada, evitar atrasos na entrega, prevenir acidentes e reduzir custos. Se você gostou desse artigo, então fique de olho em nosso blog para mais conteúdos como este.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *